Não é comum que as pessoas saibam a importância da limpeza dentária, afinal, a grande população costuma visitar o Dentista apenas quando tem algum problema sério – como dores ou mesmo perda de um dos dentes.

Mas, a limpeza regular não é só importante por causa da estética. Ela é uma das responsáveis por manter nossa saúde bucal em dia e livre de infecções, problemas de mal hálito e até mesmo risco de perda óssea ao redor dos dentes.

No texto de hoje, separamos alguns pontos importantes sobre esse assunto, que vão te ajudar a compreender os motivos pelos quais você deve manter a frequência das suas limpezas. Confira!

 

Qual a real importância da limpeza dentária?

 

Antes de mais nada, vamos entender o que é a limpeza dentária. Ela é um procedimento de retirada do tártaro, que são placas bacterianas que se aderem ao esmalte dos dentes. As placas são bem comuns em toda a população, embora existam pessoas com maiores tendências ao acúmulo.

Com a ajuda de um aparelho específico, o Dentista irá removê-las suavemente. Ele irá realizar o processo em cada um dos dentes, até que todo o tártaro tenha saído.

Mesmo com o uso do fio dental diariamente, é impossível evitar que as placas se formem, por isso, ir ao Dentista com regularidade é fundamental para que elas não causem problemas, como:

 

  • O tártaro acumulado começa a se formar bem próximo à gengiva, geralmente onde a escova não alcança. Ele pode aumentar de tamanho rapidamente e chegar a entrar nos tecidos, causando inflamações e a famosa vermelhidão.

 

  • Depois de formado em grande parte dos dentes e dentro das gengivas, o tártaro pode causar perda óssea e amolecimento dos dentes – e o risco de perda dentária torna-se cada vez maior, conforme o tempo passa sem o devido tratamento.

 

  • Além do risco de perder os dentes, há um problema social agravante: é o tártaro o responsável pelo mau hálito – na maioria das vezes. Muitas pessoas podem não notar que isso acontece, sendo necessária a intervenção de amigos e parentes para informar o problema, o que geralmente é bastante constrangedor.

 

  • Toda inflamação corre o risco de se tornar uma infecção. Uma boca não tratada e tomada pelo tártaro é mais sensível e mais propensa a doenças. A placa bacteriana pode trazer riscos graves, como problemas nas válvulas do coração em alguns pacientes, doença chamada de endocardite bacteriana.

 

  • Além de todos esses problemas, há a questão do desconforto. O excesso de tártaro causa sangramentos diários, impede uma vida plena e deixa o sorriso amarelado e com uma gengiva com uma vermelhidão que geralmente causa constrangimento. Para quem sofre com a periodontite, que é a doença avançada derivada do excesso de tártaro, a questão social costuma pesar na decisão de procurar um tratamento – que passa a ser mais longo e muito mais caro do que a prevenção.

 

Esses foram alguns pontos que provam a importância da limpeza dentária. Sempre vá ao Dentista com regularidade e, se você tiver alguma propensão a acumular tártaro, faça a limpeza a cada quatro meses. Não deixe que o problema seja maior do que realmente é e mantenha sua boca sempre saudável!

Gostou do texto? Compartilhe nas redes sociais!

Adaptação feita pela Dra. Viviane Volpato

Translate »
Share This
×