PRP Plasma Rico em Plaquetas

PRP, PRF ou iPRF é indicado para quem quer o rejuvenescimento da pele, melhorar as cicatrizes de acne, melasma, olheiras, controle de pele seca ou oleosa e devolver a elastina e colágeno tipo I para pele.

É devido à falta de colágeno e hidratação da pele que os sinais de fragilidade e envelhecimento começam aparecer. Essa queda de colágeno começa ocorrer a partir dos 30 anos, se acentua progressivamente com o passar dos anos e se agrava com exposição solar sem protetor, consumo excessivo de álcool e tabaco ou queda hormonal. Sem colágeno a pele fica com aspecto quebradiço, ressecado, enrugado e sulcado.

Podemos reverter e evitar muitas dessas alterações causadas pelo envelhecimento da pele, aplicando na face o PRP (plasma rico em plaquetas) e PRF (fibrina rica em plaquetas) pois neles estão contidos os fatores de crescimento celular, os quais favorecem o rejuvenescimento, estimulando a regeneração e reprodução celular, atuando da reparação tecidual. Também ocorre a hidratação da pele em camadas profundas, equilibrando oleosidade ou secura da pele, deixando com aparência revigorada e viçosa, lembrando que a falta de hidratação colabora para a deficiência da sustentação das fibras colágenas, deixando que a pele dobre a apareçam as rugas.

Para o procedimento é necessário a coleta do próprio sangue do paciente por profissionais Cirurgiões-Dentistas habilitados em venopunção e treinados especificamente para esse procedimento. Um processo delicado de centrifugação ocorre com os tubos de sangue colhidos onde ocorre a seleção de um concentrado de fatores de crescimento que, após injetado com algumas punções, no contato com a pele, agem sobre as células danificadas estimulando sua regeneração, devolvendo elastina e diferenciando o colágeno tipo III de pele envelhecida para colágeno do tipo I (de pele jovem), no prazo de 15 meses seguindo o protocolo e intervalos de aplicações corretamente.

O procedimento é praticamente indolor, devido o Cirurgião-Dentista poder anestesiar por técnica infiltrativa dentro da cavidade oral, anestesiando assim algumas regiões da pele, além de passar o anestésico tópico na face toda.

Não existe contra-indicações para esse procedimento devido o material obtido para aplicação  ser advindo do próprio sangue do paciente (autólogo). E isso é uma vantagem comparado ao preenchimento com ácido hialurônico por este ser material artificial e não natural do corpo como o PRP e PRF, podendo provocar reação alérgica, granuloma, e necrose em algumas áreas como olheira e glabela, áreas que devem ser evitadas pelo ácido hialurônico, já o PRP/PRF podem ser aplicados.

O PRF devido suas propriedades cicatrizantes, também é utilizado na Odontovolp em cirurgias de implantes, extrações de dentes, cirurgias de sisos, fechamento de feridas cirúrgicas, preenchimento de alvéolos frescos, regeneração óssea guiada, proteção e cicatrização de feridas cutâneas, preenchimentos de papilas e estimulação de enxertos ósseos, ajudando na cicatrização e colaborando para evitar dor pós-operatória.

O uso não transfusional e autólogo do sangue humano é uma novidade no Brasil, sendo a área odontológica a primeira a utilizar seus benefícios de forma legalmente regulamentada. A Odontovolp foi uma das pioneiras a trabalhar com esse agregado plaquetário. No dia  06 de julho de 2015 foi publicada a Resolução 158/015 do Conselho Federal de Odontologia (CFO), regulamentando a utilização dos agregados plaquetários autólogos no âmbito da Odontologia e, também, conferindo ao Cirurgião-Dentista habilitado o direito a realizar a venopunção e o processamento do sangue para obtenção do agregado.

14 + 5 =

Quero saber mais

RT. Dra. Viviane Momce Martin Volpato

CROSP: 93.333

Av. Dr. Augusto de Toledo, 1061

São Caetano do Sul / SP

11 3565-5059

11 9 9864-3595

cursos@odontovolp.com.br

Translate »
×